Agrupamento de Escolas Luísa Todi – Alunos escolhem nomes de crias de golfinhos

Os alunos do Agrupamento de Escolas Luísa Todi escolheram os nomes de “Bolinhas”, “Sereia” e “Lua” para as três crias de golfinhos  (roaz) nascidas este ano no Estuário do Sado. Os nomes foram anunciados pela presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, após as mais de seis dezenas de crianças dos 3.º e 4.º anos terem votado com base numa lista de trinta nomes apresentada pelo ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Golfinhos no rio Sado

“Vocês são os padrinhos destes três novos residentes do Sado. A responsabilidade é muito grande! O que é que não podem fazer na água?”, questionou a presidente da câmara. As crianças responderam em uníssono “poluir!” e aplaudiram, satisfeitas, os nomes escolhidos para os afilhados.

“Bolinhas” é o nome para a cria nascida a 15 de Junho, filha de “Moisés”. Já a cria de “Ligeiro” nascida a 1 de Agosto foi batizada com o nome de “Sereia” e o mais recente membro do Sado, nascido a 29 de Setembro, filho de “Serrote”, chama-se “Lua”.

A votação decorreu no auditório da Escola Básica Luísa Todi, numa iniciativa organizada pelo ICNF em parceria com a Câmara Municipal de Setúbal, que incluiu uma apresentação dinamizada por Ana Cristina Falcão, técnica da equipa de monitorização dos roazes do Sado da Reserva Natural do Estuário do Sado, sobre a comunidade de roazes do Sado, constituída por trinta espécimes. “Em 2015, o ICNF decidiu que as crias de golfinhos serão sempre batizadas nas escolas. Por isso, estamos aqui hoje”, explicou Ana Cristina Falcão às crianças.

Também a presidente da autarquia sadina realçou a importância de envolver as crianças, como forma de as sensibilizar para a preservação ambiental. “Desde muito cedo temos de ensinar as crianças que elas são peça fundamental no futuro, para a mudança de mentalidades e para a preservação do ambiente. É para nós motivo de grande alegria e orgulho que sejam elas a escolher os nomes das novas crias”, disse a edil.

Maria das Dores Meira salientou o facto de, apenas num ano, terem nascido três novos roazes no Sado, o que demonstra “a maior atenção que tem sido dada à comunidade e ao meio envolvente, com vista à sua preservação”, pelo ICNF em parceria com a câmara municipal e outras entidades.

Além da presidente da autarquia, o evento contou com as presenças do vereador da Educação, Ricardo Oliveira, e da Miss Portugal, a jovem setubalense Filipa Barroso, antiga aluna do Agrupamento de Escolas Luísa Todi.

No final, a técnica do ICNF e o vereador Ricardo Oliveira distribuíram material informativo e lúdico pedagógico e houve um momento musical pelo Grupo de Bombos da EB Luísa Todi.

Fonte: http://setubalmais.pt/

As baleias e os golfinhos “são como” os humanos

Um novo estudo conclui que as baleias e os golfinhos têm comportamentos «como os dos humanos». Tudo graças ao enorme cérebro que lhes dá mais capacidade para, por exemplo, brincar e «fofocar».

Leer Más

Observação dos Golfinhos do Sado

Passeio de barco pelo Estuário do rio Sado e Costa da serra da Arrábida e de Tróia para observação dos Golfinhos do Sado, os Roazes Corvineiros, a simpática comunidade residente na foz do rio, de cerca de três dezenas de animais, uma das três únicas colónias residentes em estuários em toda a Europa.

Leer Más

Proteger os Golfinhos do Sado

No passado dia 11 de Julho de 2014, no edifício administrativo da Marina de Tróia, o Instituto da Conservação da Natureza e a Tróia-Natura apresentaram a iniciativa «Proteger os golfinhos», que decorrerá este verão no estuário do Sado. Leer Más

Gravações novela «O Beijo do Escorpião»

A nossa embarcação MIL ANDANÇAS foi escolhida para participar nas gravações da novela da TVI «O Beijo do Escorpião». Leer Más

Golfinhos-roazes chamam-se uns aos outros pelo «nome»

Estudo conduzido por investigadores de uma universidade escocesa conclui que os golfinhos só respondem ao som que os identifica dentro do grupo. Leer Más

Algas são as ‘flores’ dos casais de golfinhos namorados

Eles são adolescentes temperamentais e, no caso dos “rapazes”, por vezes dados a comportamentos machistas. As mães são carinhosas mas extremamente exigentes. Leer Más

Os golfinhos também sabem ser românticos

Através de uma investigação divulgada recentemente no Brasil comprovou-se que uma espécie de golfinho que vive na Amazónia, o boto, apresenta traços de “romantismo” no seu comportamento. Leer Más

A lenda do boto

A lenda do boto, um tipo de golfinho, é uma lenda da região norte do Brasil, geralmente contada para justificar uma gravidez fora do casamento. Leer Más